segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Eu Não Sei Deixar Você Ir

Parece que quando é você eu não sei nada, esqueço dos meus princípios, você que lidou com os meus maiores desequilíbrios da maneira que ninguém conheceu, me deixa triste até hoje pensar que não deu, que o mundo não permitiu. Lembro sempre das rosas que te levei, me lembro que das vezes que eu quis viver algo novo, sempre voltava pra saber se no seu coração nada mudou, e pra viver, dependi disso, tem hora que acho que ainda dependo - mesmo estando eu muito mais forte hoje - você é um fantasma, não consigo outra palavra pra definir o que você representa pra mim, já que não importa pra voce, e por onde eu vá, acabo esbarrando na nossa história.  

         
 

          Mas pra quê ficar chorando, não é? A vida é um carnaval no final das contas, tudo muda, e das dores se vai levando. O importante é saber que nesses acontecimentos da vida a gente se torna mais experiente e entende que o mundo funciona de um jeito em que, nem tudo acontece do jeito que a gente quer, isso é uma experiência um pouco dolorosa de passar, afinal, criamos expectativas e as coisas não seguem sempre o caminho planejado, mas fazer o quê? É vida que segue.

         

domingo, 3 de dezembro de 2017

No lugar do Coraçao, um Rio

Oi gente querida,
Eu aqui no blog outra vez, tudo bem ?

É bom demais celebrar o domínio próprio, não é? Não tem sentimento melhor do que conseguir dizer "não" para as coisas que estão na cara que podem nos machucar, demorei e custei muito a entender como lidar com estes mecanismos de defesa, e posso dizer com todas as palavras e letras: faz muito bem andar na vida com as antenas funcionando, no lugar do coração, pôr um rio, para que as coisas na vida da gente fluam, sigam, faz um bem danado. Há uns dias atrás me aconteceu algo muito especial, houve a estréia de um espaço cultural em Ferraz de Vasconcelos, no evento Lite-Raízes, da qual fui convidado a fazer o retrato dos convidados da uma das mesas de debate. Preciso parabenizar e tirar o chapéu para a organização do evento, na pessoa do Tato Wellington, que de maneira muito querida me recebeu com os braços abertos, tenho certeza que o projeto (do espaço cultural) será um sucesso, eu torço demais por isso, pessoas do bem merecem ser reconhecidas, vida longa às pessoas de coração aberto pra gente que lida com arte, tem tanta gente que só nos recebe com portas na cara.



          Quero aproveitar a visita aqui no blog pra dizer que estou muito orgulhoso de apresentar a vocês o web-clipe da canção "Cinema", feito em parceria com um antigo amigo, o Thiago Nasch, canção especial que tem permeado as minhas apresentações e shows de 2017 inteiro, desde o lançamento do Show Intimidade e tem sido uma alegria cantá-la por aí, tem muito a ver com a minha verdade. Deixo o link abaixo, e peço que deixe o seu comentário com um feedback no caso de gostar da canção, em 2018 virão várias músicas novas pra apresentar pra vocês, vai ser um ano intenso e cheio de novos acontecimentos.

         
          Gratidão pelo carinho contínuo !

domingo, 19 de novembro de 2017

Acima de Qualquer Coisa Priorizar Sempre a Nossa Felicidade Pessoal

De um tempo pra cá tenho me surpreendido com tantas coisas boas que tem acontecido na minha vida, mesmo que com outras muito ruins acontecendo ao mesmo tempo, mas é como ouvimos dizer, precisamos filtrar o lado bom de tudo o que nos é apresentado. Após iniciar a faculdade, tem me aparecido tantas potencialidades com relação ao que eu sou capaz de fazer, isso tem me deixado muito feliz. Estou cada vez mais entusiasmado a me dedicar à ilustração e ao universo da imagem. No começo de setembro, o Wesley Brito (um artista de São Paulo) junto a mim, criou o Coletivo Barbane, um coletivo de produção plástica e visual, onde nos dedicamos à produção e à venda de desenhos, e a cada semana nos propomos a desafios diferentes, estamos bem felizes com isso, e claro, batalhando para que o projeto dê certo e ande.

          Na quarta-feira passada, 15 de novembro, participamos da 4ª edição da feira literária itinerante de Poá (a FLIPoá) organizada pelo articulador cultural Magno Oliveira e o Marco Senna, com quem divido o palco no espetáculo Almas Peregrinas, que comento aqui no blog com frequência ( espetáculo atual em que estou trabalhando ). Foi muito bacana pois tive a oportunidade de participar pela primeira vez em um evento como artista-plástico, lá estava eu junto ao meu parceiro Wesley Brito, o nenê. Foram muitas pessoas que frequentaram o evento, houveram atividades das mais variadas naturezas: palestra, bate-papo, contação de histórias, intervenção mural, música, varal de poesias, hip-hop, apresentações de dança, coral infantil, foi muito honroso pra mim poder participação deste lindo acontecimento.


Jhony Uriel, interpretando a canção "Do Meu Lado", de autoria de Jeff Garcia e Nila
Branco durante a 4° edição da FLIPoá-2017.
 

Varal de Poesias do ativista cultural Magno Oliveira.
 

Jhony Uriel, Arley Mc e Mano Rodolfo interpretando a canção "Realização" , parceria
dos 3, durante a programação da FLIPoá.
 

Crianças e adultos interagindo durante FLIPoá
 

Comunidade comparece em peso ao evento realizado no espaço Batuíra, em Poá.

Arley MC apresentando sua nova canção "A Rua me Chama".
 

Com a palavra, Magno Oliveira, poeta e ativista cultural poaense.

Comunidade participando do bate-papo sobre políticas públicas.
 

Varal de poesias, de Magno Oliveira, durante a FLIPoá. 

Jhony Uriel, que além de apresentar um número musical no evento, interpretando a canção "Do Meu Lado" disponível
para audição na internet, participa do evento pela primeira vez como artista-plástico, junto ao Coletivo Barbane.
 


          Agora daqui por diante são novas perspectivas, novos planos, e novas tentativas. Ser artista é matar um leão por dia, todos os dias ir na tentativa de fazer a vida acontecer, incessantemente. Me coloco a refletir se quem sabe eu soubesse que era tão difícil assim eu não houvesse nem começado, digo antes, bem antes, lá no começo, há por volta de 9 anos atrás ( quando eu iniciei ) e depois caio na realidade outra, e me recordo de que foi a melhor escolha que fiz na minha vida, e que se fizesse outra coisa ( como seguir outro caminho ) eu não seria realmente feliz, como sou hoje (e de 9 anos pra cá).

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

São retomados os trabalhos com o Poética Rock

Cada coisa que a gente vai passando na vida, a gente vai aprendendo mais, e nos ajudando a nos tornar seres-humanos melhores, incrível né?! Tenho aprendido tanto neste último semestre o quanto que os nossos sonhos podem se tornar realidade, tenho passado algumas dificuldades por um lado, porém, apenas glórias por outro: estar estudando outra vez. Voltar à universidade pra mim é de grande valor, agradeço diariamente ao universo por ter me propiciado esta oportunidade, estou transbordante de felicidade.

          Atualmente, estou envolvido em um projeto novo e ao mesmo tempo antigo, que é o Poética Urbana, que para as pessoas que me acompanham já há uns anos, conheciam como Poética Rock, um show antigo em que eu trabalhava música e poesia, cheguei a ficar um certo tempo com este trabalho em pauta, agora com um novo título e em um formato renovado, lhes apresento o Poética Urbana. Após o convite de um querido amigo, o Dimmy Calabrez ( que trabalhou comigo nos shows "Intimidade" , "Nosso Retrato", ter gravado os contra-baixos do meu disco, e também termos trabalhado juntos no Passos da Paixão), nos juntamos e decidimos colocar o trabalho em pauta outra vez, agora como banda. Desta vez a proposta do repertório segue a mesma linha, voltado ao rock, porém um pouco mais renovado, e muito mais jovem - ao mesmo tempo que não deixa de ser clássico.



          Agora no Poética Urbana eu tenho a oportunidade de tocar menos, digo..., me desprender um pouco do instrumento, e focar um pouco mais no cantar, que é algo que me apresentando sozinho é um pouco inconcebível, e é algo que há muito tempo já não consigo fazer, estou bem entusiasmado.  No repertório há músicas muito diversificadas, que vão de Fall out Boys, Titãs, Cher, Pearl Jam, Câmisa de Vênus, Skank e diversas outras conhecidas bandas do cenário rock e pop, os ensaios começaram a dois meses e tem coisa muito bacana vindo por aí, reportarei as novidades pela minha página no facebook. Acompanhem aí !

sábado, 21 de outubro de 2017

Pra Frente é que se Anda

O sentido de lutar está no vencer, e o que é vencer, afinal? O que é sucesso, afinal de contas? A gente tem uma impressão tão errada disso às vezes. É muito verdade, que ser e estar feliz consigo é o maior dos presentes que se pode ganhar da vida, isso é uma coisa que não tem preço. Deitar a cabeça no travesseiro e se sentir limpo de toda e qualquer culpa, encargo, chateação que somos constantemente expostos em algum momento. Cobrar-se é sempre necessário para aprimorar o nosso potencial diante das coisas que nos rodeiam, no nosso âmbito profissional, por exemplo, mas temos de ir com calma, dar valor e olhar com mais carinho para o que vem da gente mesmo.

          Recentemente me pus a pensar muito nisso, ocorreram alguns episódios na minha vida pessoal dos últimos meses pra cá que ao invés de me derrubar (que seria o normal) só serviram pra me impulsionar a encontrar em mim soluções novas, me tirar do comodismo com relação a algumas coisas. Por isso digo, valorizar tudo o que nos é colocado é essencial para o nosso crescimento pessoal. Sempre tive uma certa descrença com relação a minha capacidade plástica de resolução das coisas, por este motivo escolhi me graduar na área em que estou me especializando, me é um desafio quilométrico lidar com estas questões, e no entanto estou trabalhando justamente na minha deficiência, no intuito de aprimorá-la, nisso (eu imagino) é que se dará a minha evolução como ser-humano, como artista, como homem, e em diversos outros tantos aspectos, é o que eu entendo a respeito deste momento.



         Identificar e dissernir as coisas que nos levam pra frente, é essencial, uma vez que não podemos perder tempo, a gente finge que não, a gente tenta entender o que tem medo de viver, só pra evitar sofrer, quando na verdade a filosofia está certa quando nos impulsiona pra frente, pra frente, pra frente. Que tal dar uma oportunidade pra Felicidade ? Experimente, faz bem.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Poema: Eu Falo ?!

Eu falo? Falo pra quem olha, quem pergunta e quem deseja Não tem nada de anormal, só fale com certeza
O vento passou por aqui
Disse pra eu ter paciência e vencer o medo Que a vida vai seguir seu rumo, cheia de segredos

Recebe quem pede perdão, um abraço ou um beijo Resisto quando passo e olho, de longe e vejo Anjo moreno, das letras, jeito de poeta Nas mãos caneta e papel, indica uma seta




Olha, põe a mão na testa, abaixa a cabeça Me chama de preto, teu macho, topa uma cerveja? Meu abraço e o teu, numa dança qualquer que eu falo Tu falas tanto de “falo”, e eu que nem fumo, te trago.


domingo, 10 de setembro de 2017

Se Chorei ou Se Sorri, o Importante É que Emoções Vivi

Olha eu aqui de novo, escrevendo aqui no blog, passando pra dizer que estou bem, estou ótimo e maravilhoso. Clima de coisa boa, e não só por algo isolado, e sim, por tudo ! Claro que nem tudo é como a gente gostaria, não é mesmo? Mas é preciso celebrar o que há de bom, primeiramente, o resto o universo se encarrega de trazer. Atualmente estou realizando um sonho, que é a minha graduação, que pra muitas pessoas é algo banal, quando se faz o que não gosta pra poder cumprir os protocolos do mercado de trabalho regular ( blá blá blá, whyskas sachê ... ) é realmente bem chato, mas pra mim o significado de acordar bem cedo de manhã e ir pra universidade é outro, tem um sabor diferente, o de vitória, mesmo não tendo eu concluído, vitória pelo aspecto de estar - de alguma maneira - sendo respaudado com relação ao meu crescimento enquanto artista, e enquanto homem também, pela escolha que eu fiz. Ser grato às oportunidades recebidas sempre faz a maior diferença, em tudo o que nos propomos a fazer.

          Estive refletindo esses dias, que nesses 9 anos - em que tenho dedicado a minha vida pra arte, desde que me senti entusiasmado a começar, até aqui - eu fiz tanta coisa, que nunca passou pela minha cabeça que seria capaz de fazer, conheci tantas pessoas queridas, que quando olho pra trás vejo quantos presentes, quantos abraços, quantos lugares, quantas conversas compartilhadas, quantos passeios e (mesmo sendo brega) quantas emoções.



          Estou me recordando de uma apresentação quando eu estava em cartaz com o um espetáculo infantil que eu trabalhava, fomos nos apresentar num belo final de semana no Teatro Nelson Rodrigues, em Guarulhos, e me recordo da platéia recebendo o nosso trabalho com tanto amor, batendo palmas, interagindo, e são exatamente esses momentos, tão importantes,  tão decisivos em quando se trata de pensar em desistir, não dá. A gente se sente responsável por fazer o "bichinho do teatro" despertar em outras pessoas também, bem como foi despertado em mim um dia, outras pessoas tem esse direito. A responsabilidade é muito grande, mas sinceramente? ... qualquer vontade de esmorecer, cai por terra. Hoje vivo uma etapa de cruzes também, de certa forma, mas não reclamo de nada que acontece, o tempo das vacas gordas há de vir um dia. Torço muito pelos meus companheiros de trabalho, pelos artistas que compartilham a sua trajetória comigo em meu trabalho musical, no grupo de teatro onde trabalho, e as mesmas vibrações que desejo pra mim - e anseio - pra todos os dias, quero que outros tomem partido também, evoé !

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Meus Heróis Favoritos

Me recordo que nutro uma paixão por leitura de HQ's desde muito criança, aos 6 anos de idade a minha mãe conseguiu com um antigo vizinho uma pilha bem grande com muitos gibis do universo DC e Marvel Comics, e isso me ajudou em muito com a leitura - na época - pois foi algo que me motivou muito a ler naquela época, muito mesmo. Haviam várias histórias que eu gostava de ler, as principais delas eram Gavião Arqueiro, Liga da Justiça, Demolidor, X-men, Homem Aranha, e outros do universo dos heróis, e veja que engraçado, até hoje na vida adulta continuo gostando, seguindo fielmente e o meu gosto por universo fantástico nunca foi embora.

          Aqui abaixo vou listar alguns dos personagens que mais gosto, dentre várias histórias:

Aquaman


Mulher-Gavião

Batman

Bishop

Colossus

Anjo

Namor


Ajax
 


Tempestade

 


Dos que me recordo agora, são esses. E você, quais são os seus heróis favoritos ?